Tag Archives: Bichinhos

Minha madrinha, nossa madrinha!

5 jun

Livro de assinaturas quadrado | 21 x 21 cm | 60 páginas | costura longstitch | janelas escritas com pena quadrada e guache

Thaisinha está sempre na roda! Já falei dela uma porção de vezes por aqui. Ela foi minha madrinha de casamento no civil. Amigona desde os meus 5 anos de idade, está sempre presente em minha vida! Agora é companheira em uma nova empreitada do ateliê, que em breve vocês vão conhecer. Mas este post não é para falar sobre a Thaís e, sim, sobre sua linda e redonda sobrinha, que há aproximadamente 2 meses deu o ar da graça! Tatiana, irmã da Tha e mãe de Manu tratou logo de encomendar um livro de assinaturas para a pequena poder ler, futuramente, as palavras cheias de emoção dos que, ansiosamente, aguardavam a sua chegada! E ficou um verdadeiro mimo o mix de estampas escolhidas. Sabe o que é mais legal? É que a Manuzinha ainda não entende a riqueza que temos em comum: a mesma madrinha querida para encher nossos corações com sua presença única, delicada e sempre amorosa! Sorte a nossa, hein Manu?

Anúncios

Cachorrada na área

17 fev

A Dri é aquela pessoa que chegou como amiga de uma amiga e logo virou amiga! Todas os nossos encontros são regados de cerveja, bom papo e altas risadas. Semana passada ela resolveu fazer a tão esperada visita ao ateliê. E não foi sozinha: levou a querida mama e a Lua, uma cachorrinha linda e educada. Depois de muita dúvida na escolha do tecido, optou pela paixão. Dri é veterinária e nos 45 do segundo tempo, mudou seu pedido para algo que está presente no seu dia-a-dia: os bichinhos. Ela ficou doida com tantos cachorrinhos fofos, que já saiu dando nome e inventando as raças. Inventando não, desvendando, afinal, ela é uma senhora veterinária. Aqui está o resultado! Vai dizer que não achou o must have do ano o papel de ossinhos??

Agenda 2012 | Capa dura 2 tecidos | Papel importado na guarda | acabamento em elástico e fita mimosa

Álbum da Isabella

24 out

Álbum zoo | quadrado | 32x32 cm | capa dura em tecido e papel | 30 folhas color plus 180g coloridas | janela com nome em papel manteiga | costura japonesa

Isabella, bela, belinha… eu conheço essa pequena desde quando ela estava na barriga de uma grande amiga. Eu conversava com ela, beijava a barriga, fazia megafone para ver se a Bellinha fazia alguma demostração de balé e eu pudesse sentir seus pézinhos “deformando” a barriga da mãe-amiga-Amanda. Fui visitá-la 2 vezes no dia em que nasceu tamanha era a vontade de acompanhar de perto essa lindeza. Fazer um álbum para ela foi um prazer, pois pude (re)viver tudo novamente: desde o barrigão da minha ruiva, até o doce sorriso dessa lindinha! Tão colorido, tão cheio de confetes como é a alegria dessa baixinha!

Não basta ser cão…

6 maio

… tem que entrar no meio da bagunça e participar. A primeira vez que aconteceu isso foi com o meu mais velho, o Max. Não foi muita surpresa, afinal, ele era um lorde e sempre se recusou a deitar no chão. Procurava uma mochila, uma blusa suja jogada no canto, uma caixa de papelão, as vezes tentava até se aconchegar em cima de sapatos. Qualquer objeto no chão, na opinião dele, poderia ser usado de caminha. Mas o que ele gostava mesmo era de um bom e gostoso colinho de mãe. Agora o caçula é bem vira lata. Deita em qualquer lugar. Não quer saber de colo, gosta mesmo é de se deitar no chão esparramado… mas dessa vez foi diferente. Estava eu, cá com minhas baguncitas amadas e eis que ouço um barulhinho vindo da direção da maleta de tecidos. E não é que o tranqueirinha seguiu o cheiro do irmão e fez igual? E dá para brigar com esses bichinhos por eles entrarem onde não devem? Eu não consegui! Eu não consigo! Aliás, já sinto falta do Max dentro da minha maleta!

Olha a cara de quem tá amando o quentindo!!

Max na maleta

Juca na onda do irmão!

Bebê moderno

8 abr

Livro de assinaturas + álbum | 60 folhas papel pólen | 6 folhas papel reciclado 180g | Capa dura em papel | Costura longstitch

“Niqui” entrei na papelaria já bati de cara os olhos nesse papel. Uauuuuuu!!! Esse foi um dos tantos papéis vindos da viagem da família buscapé à Buenos Aires. Comprei timidamente uns 5 ou 6 papéis apenas. Minha mama, que ficou mais tempo por lá, se empolgou e comprou mais outros tantos e está aqui o primeiro resultado: um livro de assinaturas para o chá fraldas de uma nova amiga – nos conhecemos há pouco tempo, mas já rolou um super entrosamento – que vai ter um menininho em poucos dias. Nele vão entrar os votos de felicidades dos amigos, família, pais, enfim, de todos que vão fazer parte da vida desse pequenino. Não ficou moderninho? Os bichinhos me lembram aqueles desenhos dos homens das cavernas. Amei de paixão!

Álbum peixinhos

8 abr

Álbum peixinho | A4 | 20 folhas color plus coloridas e 20 papel manteiga | Capa dura 2 tecidos | Costura japonesa | Acabamento fita mimosa

Esse álbum foi pedido pela amiga Renata, que é uma amiga tipo irmã, daquelas que sabem tudo da minha vida e divide a vida dela inteira também. Ou seja, é muuuuuito amiga. E por ser tão amiga, até hoje eu não fiz o ábum que ela me pediu assim que comecei com essa história de encadernação. Se bobear foi a primeira encomenda de álbum que tive, e até hoje não finalizei. E ela tentou agilizar o processo: comprou o tecido que queria, escolheu o tipo de papel interno, o formato… e eu, na correria, fui deixando para depois – uma porque surgiram encomendas de pessoas desconhecidas e ela mesma falou para eu passar na frente, depois porque veio o Natal, depois porque estava de férias, e aí chegou o carnaval… e já viu, né? Esse álbum de peixinhos é para ela… dar de presente para o bebê de uma amiga que vai nascer. É amiga, a Páscoa já está chegando… mas sinto que teu álbum também está por vir!

Em forma de presente

25 mar

Álbum quadrado zoo | 25 folhas color plus 180g coloridas | Capa dura 2 tecidos | Acabamento fita mimosa

Tem coisas que não se explica. De repente acontece. Outro dia estava terminando de costurar o álbum do pequeno Leo, e sem querer fiz uma costura nova – para mim – e sobraram centímetros e centímetros de fita mimosa, pois cortei a mais. Foi então que resolvi transformar esse “erro” em parte da criação, e não é que virou uma solução interessante para fechar o álbum amarradinho? Ele até parece uma caixa de presente. Assim como o vinco dobradinho na junção dos 2 tecidos, que aconteceu sem querer, num deslize de criação lá atrás, e que hoje faz parte da identidade dos meus álbuns. O pequeno Leo vai ganhar seu primeiro álbum de fotografia e estou certa de que no futuro ele nem vai notar que o tanto a mais de cetim era uma falha da criadora. Encare toda essa fita como um laço de presente para ti, pequenino!

Olha o presente aí!